Seguimos aqui com mais algumas indicações de livros que podem enriquecer muito nossa formação como Leitores da Aura, terapeutas e buscadores espirituais. Os livros são sempre importantes aliados em qualquer processo de aprendizagem. E trazemos aqui, no nosso blog, uma série de posts com indicações de obras que trazem importantes conhecimentos sobre Aura, Reiki, chakras, cura, espiritualidade, autoconhecimento e outros temas sobre os quais falamos nos Retiros de Leitura da Aura. Esperamos que gostem e que as indicações sejam úteis 🙂

 

A Queda do Céu – palavras de um xamã Yanomami, de Davi Kopenawa e Bruce Albert

O livro é fruto das longas conversas e anos de convivência entre o xamã e principal líder da tribo Yanomami, Davi Kopenawa, e o etnólogo e escritor Bruce Albert. As mais de 600 páginas trazem com uma linguagem simples e poética raros relatos autobiográficos do xamã e uma vasta e riquíssima amostra da sabedoria ancestral dos Yanomami. A luta pela preservação da floresta, de seu povo, o simbolismo dos elementos da natureza e uma visão crítica sobre o modelo de vida e desenvolvimento dos brancos – a quem o índio chama de “povo da mercadoria” – são alguns dos principais temas abordados. Tudo esse conhecimento é entremeado por fotos, desenhos feitos pelos indígenas e visões e reflexões do xamanismo Yanomami. É emocionante, épico e, ao mesmo tempo, muito atual.

Não Temas o Mal, de Eva Pierrakos e Donovan Thesenga

O subtítulo da obra é um bom resumo do seu conteúdo: “O Método Pathwork para a Transformação do Eu Inferior”. O livro apresenta os conceitos e indicações práticas do Pathwork, metodologia de autoconhecimento criada com base nos ensinamentos de um guia espiritual e que foi canalizado e estruturado pela terapeuta e médium Eva Pierrakos. Mesclando elementos da espiritualidade e da psicologia, o livro nos convida a investigar de forma amorosa e profunda a nossa maldade (eu inferior), começando por olhar os defeitos, as máscaras e, mais profundamente, as “imagens” e dores que guardamos em nosso inconsciente devido aos traumas de infância. O livro traz ainda ferramentas importantíssimas para o processo de autoconhecimento, como a revisão diária e a meditação e o fortalecimento do eu-observador.

A Grande Magia, de Elizabeth Gilbert

A grande escritora retrata de forma leve e didática os desafios que teve (e ainda tem) em sua jornada como escritora e nos dá preciosas dicas de como transformar o nosso potencial criativo em realidade. Autora do sucesso Comer, Rezar e Amar, Elizabeth Gilbert nos lembra que é o medo que nos impede de ter uma vida mais criativa e reforça a importância de unir a inspiração, talento e divindade, com muito trabalho, confiança e persistência.

Sou Mãe de um Anjo, de Angelina Ataíde

É um livro dedicado a todas as mães que perderam seus filhos antes, durante o nascimento ou quando ainda eram bebês aqui na Terra, pois são essas as mães dos anjos. “Esta história chegou a mim há alguns anos durante uma de minhas meditações e, desde então, tenho tomado todas as oportunidades para contá-la. É uma mensagem que traz conforto para o coração de cada mãe pois nos lembra que seus filhos não morreram e, sim, tornaram-se anjos. Tudo o que é criado como vida, vivo permanece; nada do que é criado morre. Esta história vem também para ajudar as mães a abraçarem o fato de que são, sim, mães, e assim poderem ter verdadeira compaixão por si mesmas para então sentirem amor por seus filhos, abrindo-se para receber deles amor”, diz Angelina.

E você? Tem algum livro para sugerir? Conte nos comentários.

 

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *